terça-feira, outubro 05, 2004

 

ZAPATOS EN PONTA DELGADA I


Recorte de 03.29

Exercício de José Silva:

A operação estende-se como o calçado da cidade de Ponta Delgada, gerando peças mediante a especulação das qualidades definidoras do sapato (porosidade, adaptabilidade, representatividade…). São desenvolvidos quatro pressupostos que se introduzem na malha urbana através de interferências produzidas entre eles e a preexistente. A linguagem, o programa e o sistema que define o sapato adequam-se às condições do ambiente suburbano o semi-natural, vendo-se definido pelas características codificadas de forma arquitectónica, e seus diversos graus. As peças calçam o contexto urbano oferecendo soluções directas mediante programas culturais, comerciais…temporais ou permanentes, que abrem um leque de possibilidades de ocupação em PD. O carácter local e pontual da investigação em PD gera um projecto fragmentado que procura realizar uma intervenção total no âmbito na escala miúda do existente.
(tradução livre e apressada)

In:
CAMBIO + ENERGIA + INFORMACIÓN / PALACIOS DE LA DIVERSIÓN / ISLA DE SAN MIGUEL / MEMORIA DE PROYECTOS CURSO 2003/04 / UNIDAD Q - ETSAM
Juan Herreros Posted by Hello



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?