segunda-feira, fevereiro 21, 2005

 

Toma lá este


(enviado pela Fátima Rosado, com a legenda; Lindo!)

A Estória;
Ontem, depois da banhada que o Barata levou, eu, assumindo a minha cota parte nas culpas - sim, porque se calhar era o azeite que não prestava -, não podia ir deitar-me de consciência tranquila sem, pessoalmente, lhe ter dado um um abraço de solidariedade. (Esta é a parte verdadeira do "filme")
Quando chequei ao QG dos discípulos do Paulo Portas, lá estava o núcleo duro do CDS/PP de S. Miguel (isso ainda é verdade), esperanvam todos por, via video-conferência, ouvir o que o GRANDE LÍDER tinha para lhes transmitir.
Enquanto eu abraçava o Nuno Barata, conseguí ver pelo "rabo do olho" o princípio da conversa,
que, sem ter nem tirar, foi:
- Para principiar, e desculpem lá voçês porque eu ainda estou muito transtornado, como é que queriam eleger um deputado nos Açores sem terem colocado um único dos cartazes com a minha cara que para aí enviei....
- Mas, espere aí pelo Nuno...., ele já vem. Só ele lhe pode responder!
Disse alguém com voz semi embargada.
- Quem. Eu? Esperar pelo Barata!
- Não espero. ELE QUER MAS É ESTE!
Eu nem queria acreditar. O Paulo Portas a fazer aquele gesto. Não pode ser! Ele ainda era o Sr. Ministro de não sei o quê mais o Mar. Ou já não seria?



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?