sexta-feira, abril 25, 2014

 

A minha prenda

O Marítimo Sport Club, ou mais popularmente, o “Marítimo da Calheta”, está em festa!
Tenho alguma simpatia pelo “Marítimo”. Desde que nasceu foi o clube “de coração” do meu pai – mais tarde também sócio do “Santa Clara” – e um clube onde eu próprio fui atleta e Campeão, como basquetebolista. E porque o “Marítimo” está em festa, aceitem este humilde presente:
Iniciara-se o ano de 1942, ia a meio a época 1941/42, a primeira em que a Associação de Futebol, até ali “Associação de Foot-ball de S. Miguel”, passara a denominar-se, oficialmente, Associação de Futebol de Ponta Delgada (tal como ainda hoje).
O campeonato ia animado, com os muitos “soldados de Lisboa” integrados no MFC (6), no CUM (9), no CUS(9) e no MSC(10) - o CDSC só tinha 2 - proporcionando um equilíbrio competitivo fora do habitual. Já na 2ª volta, o CDSC depois de vencer o MSC por 4/0, por empatar 0/0 com o CUS, deixa a decisão do campeonato para um CUS vs MSC que iria decorrer a 18 Janeiro de 1942. Vencia o CUS por 1/0 quando, após dois golos de Osório de Sousa, o “Marítimo” virou o resultado. O “desassossego” começou de imediato: a “Calheta” como que entrou “em estado de sítio”; as suas ruas e travessas ficaram cheias; o vinho correu à farta em copos de “quartilho”, com a “Rival das Musas” e a “Lira de São Roque” abrilhantando a festa!
Pouco depois o “Marítimo” celebrava o seu 7º aniversário – sei que alguns não gostam desta parte, não irei insistir (mas podem consultar os jornais da época): já dei para um peditório semelhante, no caso, com maiores razões queixa! Ao clube aniversariante, João Francisco Travassos, estabelecido na "Calheta" mas com raízes em Santa Clara, ofereceu uma bola e vários pares de botas. Mas o melhor ainda estava para vir: vencendo o Fayal Sport - a 21 e 24 de Maio/42, (2/1) e (3/1), respectivamente - o “Marítimo” sagrou-se também “Campeão Açoriano”, transformando em trio o escol dos clubes que até ali tal desiderato tinham conseguido: CUS (1927/28) e o CUM (1928/29).
Assim, praticamente sete anos após a sua estreia e apresentação pública - a 7 de Abril de 1935: um CDSCvsMSC (2/0) - o “Marítimo da Calheta” conquistou os seus dois primeiros títulos de Campeão, um deles, só ao alcance de poucos. Mas até porque pode haver sempre mais, não é de todo incorrecto dizer-se que o MSC foi o 1º Campeão da Associação de Futebol de Ponta Delgada, já que até ali os Campeões foram da Associação de Foot-ball de São Miguel!
Da minha parte (e evocando a memória do meu pai): PARABÉNS!

A.O. 26/04/2014; “Cá à minha moda" (revisto e acrescentado) 
http://www.acorianooriental.pt/artigo/o-novo-imperio



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?