terça-feira, junho 21, 2005

 

Estranho alinhamento


(com um clikc sobre a imagem esta aumenta, permitindo ler e recordar, por exemplo, as inconcruências e autênticas alarvices que os "pavões" então proferiam.)


Nos últimos anos, uma lamentável sintonia fez pender, sempre para o mesmo lado, decisões que hoje já não deixam dúvidas quanto à sua perversidade!
Em meados da década de 90, quando o desvario já se adivinhava – só não se imaginava quão destruidor seria –, uma minoria (chamem-lhes visionários que eu gosto!) entendeu não ser possível esperar mais para por a “salvo” – através da constituição de uma Fundação – a mais valiosa, e simbólica, parcela do património do CDSC.
Após isto, e reforçada a maioria com o pavonear dos tão dispendiosos quanto efémeros êxitos desportivos, com indisfarçável lábia e inusitada teimosia, a questão da verdadeira data de constituição do CDSC – “o Complexo Desportivo”, “a Fundação” e “a Data” tinham vários pontos em comum – ficou a aguardar as calendas gregas.
Bom, sobre a desastrada gestão, a continuada ocultação de dados que poderiam proporcionar posições mais conscientes, e o compulsivo aprofundar de um buraco sobre o qual já nem um funâmbulo se equilibra, não vale a pena acrescentar mais nada!
Agora, embora ainda seja significativo – e confrangedor – o comprometedor silêncio de uns quantos, “outra minoria” – e muitos dos responsáveis pela actual situação – está, de mansinho, lamentando a sua ingenuidade (?!!?). Nada que não se saiba que mudará logo que novas ilusões se apresentem. A memória é curta, e “o circo” já está de novo montando tenda.
“Já se sabe!”
Do próprio. In Açoriano Oriental/Cónicas do Aquém



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?