quarta-feira, março 17, 2010

 

Brados de burro II (e ponto final)


O tal asno, jumento afectado por "pegadilhos" e um grandessíssimo cobarde, depois de ontem ter levado duas ou três ripadas pelas orelhas abaixo (muito mais por ser cobarde do que por ser jerico), armou-se em virgem pudica, e insinuando possuir a “educação esmerada” que segundo ele outros não têm, com a cobardia que lhe é habitual, tentou vitimar-se. Coitadinho!
Asno. Cobarde. Aldrabão. Mentiroso compulsivo, e agora coitadinho.
Se um animal destes, em vez de pretender só parecer, fosse efectivamente educado, com apenas um “Tá asno” (Asno: mote que segundo ele, quebrando o verniz, denuncia uma educação menos esmerada) e sem ter de se “esticar” até ao “Caguei-te Mariano” (vocabulário usado nos dignos salões que frequenta), resolvia o assunto.
Mas como já disse, asnos são asnos, e com este asno em especial (jerico afectado, jumento frouxo), mais do que a sua educação, é o seu mau carácter, a cobardia com que se procura proteger e a hipocrisia que cultiva e o camufla o que me interessa denunciar.

Para ajudar a perceber isto é só passar pelo "Candilhes", mais concretamente aqui.



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?